Pesquisar este blog

11 de out de 2011

Nosso Protesto a esta Obra e Projeto na Praça da Matriz

Nós somos o Movimento Amamos Paraty.
Este Movimento surgiu do repúdio popular a esta obra/projeto imposto a nós, na Praça da Matriz, no coração da cidade de Paraty em agosto de 2011, pela Casa Azul.
Dele fazem parte pessoas que amam a cidade, nascidas ou que escolheram Paraty para viver, que tem a Praça da Matriz como seu maior símbolo. Pessoas que da praça possuem lembranças, hábitos, costumes que não podemos assistir serem destruídos pela voracidade da Casa Azul em nos impor seu projeto.
Representamos muitas assinaturas em abaixo assinado, representamos as pessoas que protestam todos os dias contra esta obra em nossa página no facebook (amamos paraty), representamos as Associações que nos entregam suas declarações posicionando-se contra esta obra. Enfim representamos cada cidadão que nos aborda nas ruas indignado com esta obra e este projeto desde que dele tomaram conhecimento, ainda que fragmentado, mas que as obras nos fazem temer e chorar por seu destino.
Não pretendemos fazer deste blog nenhuma referência editorial. As informações postadas em nosso blog são para informar a população sobre essa obra em nossa Praça da Matriz imposta pela Casa Azul ao povo paratiense. Esta Oscip apresentou um projeto em 2006 ao Minc, alegando apoio popular e em meados de agosto/2011 a população surpresa se deparou com a praça quebrada tendo como pano de fundo informações obscuras e fragmentadas, para não dizer, em desacordo muitas vezes com a verdade.
Tanto em 2006, como agora a Casa Azul não possui apoio popular a seu projeto. Aqui estamos fazendo o que a Casa Azul deixou e continua deixando de fazer, que é informar amplamente aos interessados reais (a população) sobre esta obra. Se mais não o fazemos é tão somente porque também nós desconhecemos. Muitas dúvidas persistem para todos sobre esta obra.
Outras postagens dizem respeito às inconsistências contidas nas matérias veiculadas pela Casa Azul as quais mostramos por documentos a verdade dos fatos.
Em nosso blog procuramos esclarecer a população que tem acesso a internet. Aqui falamos a verdade quando não a vemos. Protestamos e denunciamos o que nos parece em desacordo com o que é veiculado ou com a lei. Nosso blog procura ser a voz da população diante desta obra e que as autoridades e a Casa Azul insistem em não ouvir.
Infelizmente essa obra é realizada a revelia do desejo da população pela CASA AZUL. Quando protestamos não podemos fazê-lo em relação a outrem. Ela é a proponente e executora deste projeto e cabe a ela a responsabilidade sobre todo esse processo, assim como, as autoridades eleitas democraticamente por todos nós, para nos representar, e que parecem esquecidos desta prerrogativa e função. Declaram que a população é sempre resistente às mudanças e que depois se acostuma.
Não aceitamos este projeto e esta obra de autoria do presidente da Casa Azul. Nunca houve demanda para ela, tão pouco apoio popular. A cada dia a indignação cresce em nossos corações ao presenciarmos as obras. Junto à indignação cresce o repúdio e a preocupação com os artefatos e restos que se encontram neste sítio histórico. Máquinas transitam faceiras em cima deles. Montanhas de brita são colocadas. Cavam sem a menor cerimônia e cuidado em toda a parte. Concretam. Agora trabalham durante a noite numa tentativa que chega a beirar a brutalidade tentando garantir seu projeto.
Uma árvore foi morta sob a alegação de que era velha e iria morrer. Resta-nos pensar se por estarem velhos deveremos assassinar nossos entes queridos pela simples alegação que irão morrer...
Nossa preocupação cresce ainda mais ao relembrarmos uma das alegações contidas em parte do documento de Solicitação de Apoio a Projetos que tivemos acesso, apresentado ao MinC, pela Casa Azul: “O projeto é um grande diferencial. É um embrião de toda uma revitalização dos espaços públicos de borda d´água da cidade de Parati...”. Estamos nos perguntando a que exatamente se refere a Casa Azul com esta alegação? Que outros projetos mais pretende a Casa Azul nos impor? Sob quais alegações? No caso desta obra da Praça da Matriz a alegação foi de que possuía a demanda e o apoio popular, quando sabemos que nunca houve apoio a este projeto. Mais, também não possuem este apoio agora.
Afirmamos por derradeiro a todos “somos contra este projeto/obra realizada pela Casa Azul e nunca iremos nos acostumar com esta obra imposta e apoiada pelas autoridades ainda que pela omissão”. Podem nos perseguir, podem nos pressionar, podem nos ofender. Nada irá nos calar diante do que infelizmente estamos presenciando. Estamos defendendo nossa história e nosso direito à cidadania. Em um estado democrático de direito, onde brasileiros sofreram para alcançarmos, temos o direito legal de nos posicionarmos e protestarmos contra essa obra que nos foi imposta em nosso maior símbolo – a Praça da Matriz.










Um comentário:

  1. è impressionante o fato de os cidadãos estarem correndo atras de seus direitos( estes, conquistados arduamente ao longo da nossa história, muito sangue foi derramado para que pudessemos tê-lo) e ainda asssim sofrermos retaliações por isto. o Movimento amamos paraty está de parabens pela excelente coloções, estamos com vcs

    ResponderExcluir