Pesquisar este blog

28 de out de 2011

Obra da Casa Azul continua a todo vapor

    A máquina transita de forma incessante em cima da Praça  acelerando esta obra que a Casa Azul nos impõe.

     A quebradeira está generalizada na segunda metade da Praça.

     Perguntamos a Casa Azul: vocês não se envergonham de realizar esta obra mesmo sabendo que a população a repudia? Mesmo sabendo que estão destruindo uma Praça que contém nossas lembranças e que amamos como ela é?
      Continua nossa preocupação quanto ao acervo arqueológico da praça. Não sabemos se o peso desta máquina trabalhando o dia todo poderá causar algum dano ao acervo ali existente.Vale lembrar que segundo funcionários da empreiteira esta máquina pesa cerca de 8 toneladas.


A poda das árvores sendo realizada.

Os caminhos internos já com o saibro.



      O "concretão" segundo informações dos funcionários da empreiteira já foi inaugurado ontem pelos jovens skatistas. Parece-nos que o objetivo da Casa Azul foi atingido, já que não conseguimos vislumbrar quais outros objetivos possui esta Oscip para realizar esta obra que a população não apoia e não quer.

2 comentários:

  1. A obra da Praça está muito boa e me surpreendeu. Primeiro pela organização, desde o canteiro, até à proteção e isolamento do local de trabalho. Depois pela limpeza. Mesmo em obra, a Praça agora é o local mais limpo do centro histórico. Estive vendo de perto e acredito que ficará muito boa quando finalizada. Primeiro, pela visibilidade, depois pela mobilidade e, por fim, pela despoluição da paisagem que tinha a antiga praça. Vale ressaltar que a praça vai ganhar em utilidade de uso dos seus espaços e também em segurança para os pedestres. De todas as praças de Paraty, essa vai ficar melhor. A praça da Paz é passagem; a praça do pontal é quase uma extensão das casas dali, tendo até taxista privativo; a praça da bandeira, nem bandeira tem e o prédio da antiga frutaria está abandonado e a praia suja; a praça do largo do rosário não tem iluminação. A Casa Azul está de parabéns...e se todas as outras praças fossem idealizadas e executadas por ela, teríamos espaços bem melhores!!!

    ResponderExcluir
  2. Revitalizar uma área é preservar e não descaracterizar.A praça da Matriz sempre foi um marco da cidade e fico preplexa que a modificaram de tal forma que parece não estar contida no coração de uma cidade histórica.Como turista, tenho observado que obras sucessivas estão transformando Paraty numa pseudocidade, onde as prioridades dos cidadãos não são atendidas, tais como: água potável, policiamento, saneamento básico, dentre outras.
    Limpeza e viabilidade de uma obra são inerentes para o desenrolar da mesma.Creio que apenas faltava rampa de acesso para deficientes e manutenção mais efetiva.Lamentável que a praça se transforme num canteiro de obras orçamentais.

    ResponderExcluir